nossa democracia corre risco
assine a petição online aqui


31 de julho de 2010

Dinheiro sindical sem controle: um assalto ao trabalhador

Governo não fiscaliza repasses de R$ 162 milhões a sindicatos. Investigação sobre destinos dos recursos públicos recebidos por centrais se arrasta há 9 anos

Em campanha explícita pela candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, as grandes centrais sindicais e sindicatos ligados a essas entidades recebem tratamento complacente do governo, em relação ao controle e à fiscalização do uso do dinheiro público. Amostragem extraída do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) aponta irregularidades e pendências em, pelo menos, R$ 162 milhões repassados à CUT, à Força Sindical e a mais quatro entidades, por convênios. Leia mais aqui

Farc à mesa do próximo governo

A súbita notoriedade alcançada pelo vice de Serra com as acusações ao PT por supostas relações com as Farc e o narcotráfico já tinha reforçado a impressão de que política externa será tema recorrente na campanha presidencial — com a profundidade e acuidade de que os candidatos e suas equipes forem capazes. O conflito diplomático recém-instalado entre Colômbia e Venezuela, tendo a guerrilha colombiana como pivô, autoriza os observadores do cenário regional a apostarem que o tema em seu conjunto se impõe na próxima agenda dos sucessores de Álvaro Uribe e Lula — e, no caso brasileiro, com expectativas substancialmente diferentes segundo o desfecho da eleição de outubro. Por Silvio Queiroz

''Post'' critica Brasil por falta de ação contra Chávez

O jornal "Washington Post" criticou ontem, em editorial, a comunidade internacional por não agir contra a Venezuela, que estaria ajudando as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). "Se o problema ocorresse no Oriente Médio, já teria sido examinado pelo Conselho de Segurança da ONU", diz o texto.

"Outras democracias ocidentais apoiarão a Colômbia em sua luta contra essa flagrante violação do direito internacional?", questiona o "Post".

30 de julho de 2010

Aumentam incertezas sobre Petrobras

Prestes a quitar uma dívida de R$ 3,6 bilhões contraída junto à Caixa Econômica Federal em 2008, a Petrobras obteve, no mês passado, um novo financiamento, desta vez de R$ 2 bilhões, da mesma instituição financeira estatal. É possível que as duas operações de crédito tenham relação entre si, mas é uma ilação, pois falta transparência nessas transações não por acaso as ações da Petrobras passaram a refletir incertezas que o mercado acumula em relação à trajetória da principal empresa brasileira.

Linha de transmissão: um presente para o Paraguai de US$ 400 milhões

Lula desembarca hoje em Assunção para participar com o presidente Fernando Lugo da cerimônia de início das obras da construção de uma linha de transmissão de energia elétrica de 330 quilômetros que unirá a cidade de Villa Hayes à hidrelétrica de Itaipu. O Brasil será o principal fornecedor das verbas – Lula prometeu no ano passado que a obra seria feita "sem custos para o Paraguai". A construção da linha é de US$ 400 milhões.

Brasileiros pagam 47% só de impostos na conta de luz

Consumidor paga caro por siglas que, muitas vezes, nem sabe para quê servem. Brasil é um dos países com a maior carga tributária sobre a energia do mundo.

Se um consumidor pagou, em média, R$ 1.000 de conta de luz em todo o ano de 2009, 47%, ou R$470, foram para os cofres públicos. A estimativa é do Instituto Acende Brasil, que fez um levantamento de todos os tributos e encargos cobrados do setor elétrico brasileiro. Se comparada a 2008, esta proporção cresceu. Há dois anos, 45,08% da conta eram relativos à impostos.

Com subsídio a energia, governo dobra custo

O governo dobrou o custo do subsídio pago por todos os consumidores para sustentar a geração termelétrica na região Norte, de acordo com cálculos feitos pelo Instituto Acende Brasil. O CCC (Conta Consumo de Combustíveis), rateado pelos consumidores das distribuidoras de todo o país, bancava o custo da compra do óleo a ser usado na produção da região. A publicação de um decreto mudou a forma de cálculo e o encargo passou a incorporar outros custos.

Uribe condena Lula por ignorar ameaça das Farc

Presidente colombiano diz que brasileiro ignora ameaça de guerrilheiros

A crise entre a Colômbia e a Venezuela respingou no Brasil. Num duro comunicado, o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, condenou as declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o conflito do seu país com a Venezuela, classificando-as de deploráveis. Segundo o governo Uribe, Lula trata o assunto como se fosse um embate pessoal e ignora a ameaça que "representa a presença de terroristas das Farc" em território venezuelano: "Lula desconhece nosso esforço para buscar soluções através do diálogo", afirmou a Presidência colombiana.

Comunismo e narcotráfico

No início do processo, quando as FARC começaram a ser chamadas de narco-guerrilheiras, a esquerda reagia indignada, como se fosse uma armação midiática dos conservadores

O que mais surpreende na discussão atual sobre as relações entre as FARC e o narcotráfico, em suas repercussões no "socialismo bolivariano" e em tendências do PT e nos ditos movimentos sociais, é a dissociação que se procura estabelecer entre a idéia de socialismo/comunismo e o tráfico de drogas. No fundo, o que se procura defender é a idéia pura do socialismo/comunismo como se fosse uma idéia de tipo religioso, imune aos acidentes de sua história ou de seu percurso de realização. Por Denis Lerrer Rosenfield – continue lendo aqui

29 de julho de 2010

A "avacalhação" de Lula

Indagado sobre como via a campanha criada na internet (mais detalhes no www.catracalivre.com.br) para que se envolvesse diretamente na pressão contra a morte a mulher iraniana, acusada de trair o marido, Lula disse o seguinte: as leis dos países devem ser respeitadas para não virar "avacalhação". Em essência, é a afirmação que fez ao evitar criticar Cuba por seus presos políticos, comparados a bandidos comuns.

Uma coisa é aceitar uma lei num país democrático, com amplo direito à defesa, onde as liberdades são respeitadas. Não é o caso do Irã - e, muito menos, da mulher acusada de trair o marido, que pode ser morta a pedradas.

Fecomércio critica o projeto do trem de alta velocidade

"Não há nenhum aspecto no projeto do trem de alta velocidade (TAV) que justifique os investimentos prioritários que o governo pretende realizar, de R$ 33,1 bilhões"

A afirmação é de Cláudio Senna Frederico, conselheiro da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio), que discutiu ontem a viabilidade do projeto do trem que ligará São Paulo ao Rio de Janeiro, junto ao Conselho de Desenvolvimento das Cidades.

Estradas deficientes ou péssimas chegam a 69%

Investimentos ainda são insuficientes; Cide é usada para fazer superávit. Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostram que o índice de estradas brasileiras em condições deficientes ou péssimas é de 69%. Obras previstas no PAC para as estradas estão atrasadas em 70%. Os números do levantamento referem-se à situação do Brasil em 2009.

Petrobras pega na CEF triplo de toda verba do saneamento

A CEF já emprestou para a Petrobras R$ 5,6 bilhões em menos de dois anos: R$ 2 bilhões no mês passado e R$ 3,6 bilhões no auge da crise financeira global, em 2008. O crédito dado à Petrobras representa praticamente três vezes todo o dinheiro da Caixa para saneamento, que não passa de R$ 1,982 bilhão. Os R$ 5,6 bi emprestados quase se igualam aos valores desembolsados no programa Minha Casa, Minha Vida, a vitrine do governo Lula para habitação popular. Como a Petrobras tornou-se o principal devedor da Caixa, envolvendo valores elevados, o banco público criou uma Superintendência Regional, no Rio, "destinada ao relacionamento institucional com a Petrobras". O Globo

Cresce interferência do governo em negócios

BNDES e fundos de pensão patrocinam parceria Oi/Portugal Telecom, além de fusões e consórcios

Nenhuma outra empresa simboliza tanto a interferência do presidente Lula no setor privado como a Oi. Marca do segundo mandato do petista, a política de ingerência estatal nas decisões do mundo privado levou o governo a alterar leis para garantir a fusão entre a Telemar e a Brasil Telecom, fazendo surgir a nova Oi. Operação viabilizada pelos fundos de pensão de estatais e BNDES. Os mesmos atores que novamente são acionados pelo presidente Lula para garantir a entrada da Portugal Telecom na Oi. Por Valdo Cruz

O custo fiscal dos empréstimos ao BNDES

É surpreendente que o Congresso Nacional tenha aprovado um bilionário empréstimo do Tesouro Nacional ao BNDES e, em seguida, autorizado o mesmo banco a conceder financiamentos subsidiados sem perguntar quanto essas operações irão custar para os contribuintes, que pagarão a conta ao longo das próximas décadas. Uma explicação para essa falta de curiosidade dos parlamentares pode ser o fato de a Medida Provisória 453, autorizando o Tesouro a conceder um empréstimo de R$ 100 bilhões ao BNDES, datar de janeiro de 2009 - no ápice dos efeitos da crise financeira internacional sobre o Brasil, quando se temia que a recessão profunda no mundo pudesse ter dramáticas consequências sobre o nível de emprego e renda no país. Mas a MP 465, que autorizou a concessão de empréstimos subsidiados aos empresários que quisessem investir, é de junho de 2009, quando o Brasil já tinha deixado a recessão para trás. Por Ribamar Oliveira

28 de julho de 2010

Petrobrás silencia sobre seu futuro no Equador

A Petrobrás manteve o silêncio sobre seus planos no Equador, dois dias após o presidente Rafael Correa aprovar, por decreto, uma lei de hidrocarbonetos que lhe permite renegociar acordos e, eventualmente, nacionalizar empresas estrangeiras do setor energético. A estatal brasileira explora dois poços em território equatoriano. Segundo Correa, as companhias que não aceitarem um acordo em até 120 dias terão seus campos tomados.

Urna eletrônica

Ouço e também tenho há muito tempo dúvidas sobre a segurança e a lisura da adoção da urna eletrônica brasileira

Com a ocorrência dos vários escândalos políticos que assolam Brasília promovidos pelos que se encontram e dominam o poder, a população mais esclarecida anda cada vez mais desconfiada e insegura quanto à honestidade do sistema. Mesmo com a certeza da boa intenção do TSE, a dúvida permanece. Basta um funcionário ou um técnico eletrônico corrupto - e dinheiro para esta corrupção existe e muito -, para que um comando venha a ser modificado visando privilegiar certamente quem já está encastelado no poder, para que haja uma mudança no resultado do pleito. Por Nelson Lima do Amaral

Estado brasileiro, um gigante gastador

A cada ano, aproximadamente 92% dos gastos do governo federal – excluindo-se pagamento de dívidas e transferências – são engolidos pelas engrenagens do estado brasileiro. De cada cem reais, 25 são destinados ao pagamento de pessoal e outros 67, ao custeio da máquina – despesas que vão do cafezinho servido nas repartições públicas à gasolina que move os veículos de autoridades. Para investimentos em infra-estrutura, saúde, ciência etc., sobram apenas 8%. Continue lendo na Revista Veja

27 de julho de 2010

O Estado em uma espiral de morte causada pela revolução marxista de Chávez

Venezuela: refugio de terroristas? Enquanto o mundo não faz nada, Chávez ajuda os narcoterroristas das FARC que usam a Venezuela como um refúgio seguro. A Colômbia quer pará-lo.

Estes fatos são conhecidos há anos, então é provável que, como o presidente Álvaro Uribe se prepara para deixar o cargo, ele queira isso para o registro - talvez para construir um processo judicial internacional. Mas Uribe também pode estar tentando alertar o mundo que o narcoterrorismo poderá estender-se além das fronteiras regionais.

Existem 80 acampamentos terroristas facilmente localizáveis dentro da Venezuela, que a OEA se recusou a investigar. Mas, além de abrigar terroristas e cinco dos principais líderes das Farc, há uma sensação perturbadora de que as Farc tenham penetrado no governo da Venezuela, no mais alto nível – o que torna a guerra do México contra os narcotraficantes algo manso, se comparado. IBD Editorials

Banco venezuelano sofre sanção por vínculos com programa nuclear iraniano

A medida da União Européia prevê o congelamento de recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento

A União Européia ordenou hoje o congelamento de todos os fundos e recursos econômicos do Banco de Desenvolvimento Internacional da Venezuela, filial do Export Development Bank do Irã, por suposto vínculo com o programa nuclear iraniano.

Jornalismo falido x jornalismo on line

Ipojuca Pontes compara a decadência dos grandes jornais impressos de esquerda, tomando como exemplo o Jornal do Brasil, o New York Times e o Le Monde, com a ascensão do jornalismo on line e dos blogs, livres, independentes, ágeis e com poucas despesas. Continue lendo no MídiaSemMáscara

“Censurar humor é inconstitucional”

O professor de Direito Constitucional Gustavo Binenbojm, da Uerj, diz que a lei eleitoral "incorre numa inconstitucionalidade", ao restringir programas humorísticos, por ferir a liberdade de expressão. Para ele, o eleitor é capaz de entender o que é só uma piada.

"O humor na política deve ser preservado” — Especialista critica lei eleitoral e tutela do Estado, lembrando que Constituição garante liberdade de expressão. O Globo/ Fabio Brisolla

ENTREVISTA

Milhões sem banheiro, mas Brasil faz doação a refugiados do Saara Ocidental

Brasil é o 9o no "ranking da vergonha" — Instituto Trata Brasil também divulgou ontem um estudo realizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) mostrando que o Brasil é o nono colocado no ranking mundial da vergonha dos países cuja população não tem acesso a banheiros. São 13 milhões de brasileiros sem banheiro em casa.

26 de julho de 2010

Chávez, humilhado e no banco dos réus

Dramáticas evidências apresentadas pela Colômbia na reunião da OEA, na última quinta-feira, em Washington, colocam Hugo Chávez sentado no banco dos réus.

Quando a Colômbia lançou um ataque em março de 2008 contra um acampamento de terroristas um pouco mais de sua fronteira com o Equador, o mais forte protesto não veio de Quito, mas de Caracas. Hugo Chávez lamentou a morte do homem forte das Forças Armadas Revolucionarias da Colômbia (Farc), do comandante Raúl Reyes, a quem chamou de “um bom revolucionário”. Ele também gritou pela violação da soberania equatoriana e ordenou que 10 batalhões de tanques venezuelanos fossem enviados para a fronteira de seu país com a Colômbia. “Não penses em fazer isto por aqui", advertiu ao presidente colombiano Álvaro Uribe, "porque seria muito grave, seria motivo de guerra". Wall Street Journal ( Mary Anastasia O'Grady )

Impostômetro chega aos R$ 700 bilhões 41 dias mais cedo que em 2009

Os brasileiros atingem, na tarde desta segunda-feira (26), a marca de R$ 700 bilhões de tributos federais, estaduais e municipais pagos em 2010, revelam dados do Impostômetro da ACSP (Associação do Comércio de São Paulo). Em 2009, a marca foi atingida 41 dias depois, em 04 de setembro. O que pode ser feito?

A destruição da pequena empresa

A idéia mesma de se ter independência econômica está desaparecendo, restando tão somente às pessoas virarem assalariadas das empresas gigantes ou do governo.

No Brasil, o exemplo mais conspícuo é a aliança entre os banqueiros e o PT, desde a famosa Carta ao Povo Brasileiro. O Brasil é o paraíso dos banqueiros, paga as maiores taxas de juros do mundo e nenhum economista será capaz de explicar essa anomalia se não olhar o pano de fundo político, essa privatização do Estado. Nunca podemos esquecer que foi dos cofres da Visanet, controlada pelos maiores banqueiros pátrios, que saiu o dinheiro para o Marcos Valério pagar o mensalão. Nenhum deles foi chamado a depor, ficando a impressão que o dinheiro saiu do Banco do Brasil. Esse conluio está destruindo a pequena empresa independente, no Brasil. Por Nivaldo Cordeiro – Leia mais aqui

25 de julho de 2010

Romenos ainda sob trauma de Ceausescu

Foto real. Nicolae e sua esposa sendo levados para a execução
Vinte anos após queda e execução do ditador, geração que cresceu sob sua sombra não se livra das marcas do passado

BERLIM. Mais de 20 anos depois da sua execução, Nicolae Ceausescu — um dos piores ditadores da Europa do século XX — continua sendo visto pelos romenos, como um trauma ainda não superado. “Ceausescu era onipresente”, afirma o cineasta romeno Andrei Ujica, autor de um documentário sobre o ditador exibido recentemente no Festival de Cannes e que vai participar em setembro próximo do Festival de Cinema do Rio. Por Graça Magalhães-Ruether

Oito anos sem governo

Lula promoveu a maior distribuição forçada de renda que este país já viu, com a desculpa de diminuir a pobreza e a desigualdade. Ao cabo de dois mandatos –, extorquindo a riqueza dos que produzem e transferindo-a em forma de 'bolsas' (sem contrapartidas) para os que consomem (sem nada produzir) – eis que o mandatário se aproxima de terminar seu reinado ostentando seu único grande triunfo: Lula preservou a miséria e as mazelas deste país, como ninguém. Matéria abaixo: PAC da Segurança tem efeito nulo sobre homicídios

Revista Veja: Indio acertou o alvo

Mesmo sem ter tido acesso à edição eletrônica da Revista Veja, deste final de semana – que dedicou uma reportagem exclusiva ao deputado federal, Indio da Costa (vice de Serra), onde ele reiterou suas afirmações e deu detalhes sobre os vínculos do PT com as Farc –, estou muito satisfeito com uma reação que tive a oportunidade de presenciar.

Hoje (domingo), estive com uma senhora, de 70 e poucos anos, dessas que imaginamos se importarem apenas com bingos. Cheguei em sua casa e ela estava atenta à leitura da matéria (na revista impressa); e ao mesmo tempo muito indignada com a imprensa, por ela ter omitido por tanto tempo uma informação de tamanha gravidade.

Robin Hood às avessas

Os impostos de todos os brasileiros podem aumentar para pagar mais a um grupo de marajás aposentados.

Imagine que Robin Hood tivesse um ataque de loucura e resolvesse fazer tudo ao contrário: roubar dos pobres para dar aos ricos. Liberte sua imaginação. Robin rouba de todos e distribui para pouquíssimos. Que tal se ele roubasse de 200 e desse tudo para um único indivíduo? Não sobraria nem picadinho de Robin Hood, certo? Errado, principalmente se ele morasse no Brasil. Por aqui, Robin Hood às avessas não só está vivinho da silva, mas vai muito bem, obrigado. Responde pelo nome de Governo, sobrenome Previdência Social do Setor Público. Por Ricardo Amorim

Índios querem criar Estado independente em Roraima, diz Abin

Relatório à Presidência diz que conselho indígena quer formar "cinturão" de reservas

Um relatório da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) revela preocupação com a criação de um Estado indígena independente em Roraima, "com apoio de governos estrangeiros e ONGs". O documento, ao qual a Folha teve acesso, foi enviado pelo serviço secreto para o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) da Presidência em 2010. O texto diz que índios de RR teriam o desejo de "autonomia política, administrativa e judiciária".

24 de julho de 2010

Obama quer investigar denúncia colombiana

Enquanto Lula da Silva acha “estranha” a denúncia do presidente Uribe contra a Venezuela, Obama defende a criação de uma comissão especial para investigar as denúncias apresentadas pelos colombianos. O governo dos Estados Unidos quer participar das negociações para um acordo entre a Venezuela e a Colômbia. As informações são do Departamento de Estado norte-americano. Para o porta-voz do Departamento de Estado, Philipe J. Crowley, as supostas provas da existência de guerrilheiros colombianos em território venezuelano, apresentadas pelo governo de Álvaro Uribe, mostram que “foram graves acusações baseadas em fatos”.

Hugo Chávez está colocando em perigo a segurança do continente

O informe detalhado apresentado pela Colômbia junto à OEA, sobre a torta e escandalosa intervenção do pendenciador Hugo Chávez no conflito interno de seu país, através da proteção blindada aos narcotraficantes das Farc, somado à sua irresponsável decisão de romper relações diplomáticas com a Colômbia, são a prova fidedigna da ameaça que o ditador bolivariano representa para a segurança do continente americano.

Tendo em conta as evidências apresentadas pelo governo colombiano, Chávez, ao invés de se preocupar em elucidar imediatamente as acusações, responde com a ruptura das relações e declara "alerta máximo" na fronteira com seu vizinho. Editorial do ABC paraguaio

Procurador-geral paraguaio respalda acusação sobre guerrilheiros na Venezuela

O procurador-geral do Paraguai, Rubén Candia, afirmou hoje que membros do grupo armado Exército Popular Paraguaio (EPP) foram treinados pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) na Venezuela.

"Temos elementos suficientes para acreditar que foram treinados lá", indicou Candia a uma emissora de rádio local.

Lula deveria parar de dar dinheiro aos vizinhos

Na busca de uma liderança na América Latina, o presidente Lula tem feito concessões aos vizinhos mais próximos, que estão correndo o risco de se transformar em ditaduras, não gastando o nosso dinheiro com o Brasil.

Além disso, os países não respeitam as relações comerciais, faltando verba até para algumas áreas do nosso país. Os brasileiros deveriam pressionar o presidente Lula a parar de dar dinheiro aos vizinhos. Por Ives Gandra Martins – Jurista Doutor em Direito, especialista na área tributária – Ouça o Podcast aqui

Vítima de predação, setor têxtil encerra semestre com déficit de US$ 1,5 bi

Rombo é 62,4% maior do que no ano passado, e “a perspectiva é de que o déficit comercial chegue a US$ 3 bilhões em 2010", calcula o presidente da Abit, Aguinaldo Diniz Filho. “O preço do produto chinês é 39% mais baixo do que a média dos preços dos mesmos e não temos preço para enfrentar a concorrência predatória”, diz ele

“O inadmissível é manter setores importantíssimos totalmente vulneráveis ao ataque de economias alheias à civilidade e às leis de mercado. O ingresso indiscriminado no Brasil de vestimentas e produtos têxteis da China, em condições concorrenciais de imensa desigualdade, é uma das provas mais cabais da insensatez de se reconhecer a economia daquele país como de mercado. Esta é apenas uma das causas que estão corroendo a competitividade de alguns setores de atividade no Brasil. Somam-se a ela fatores como o câmbio apreciado, os juros elevadíssimos, a ausência de diplomacia econômica e a timidez na adoção de salvaguardas comerciais” - Vanderlei Macris (vice-líder do PSDB), sobre a corrosão da competitividade

Aprendizado infantil não avança com Bolsa-Família

O relatório do PNUD analisa com extrema cautela os programas de transferência de renda, como o Bolsa-Família, do governo brasileiro, citado no documento. "Enquanto por um lado se registram aumentos modestos nos níveis de escolaridade e saúde alcançados, por outro, se observa que os programas não conseguiram melhorar o nível de aprendizado das crianças", diz o estudo da ONU.

23 de julho de 2010

Tríplice Fronteira: o refúgio para o terror

Redes de apoio a grupos islâmicos na fronteira incluindo Brasil, Paraguai e Argentina

Longe de querer desviar o foco que hora ilumina o [já conhecido] santuário dos terroristas na Venezuela, esta notícia do Washington Times, "Tríplice Fronteira - o refúgio para o terror", publicada na semana passada, me fez pensar na possibilidade de que essa acusação da Colômbia contra a Venezuela, na OEA, ao contrário das outras vezes, tem um propósito cuidadosamente calculado para desencadear o belicismo de Chávez, de forma que os países ameaçados por sua aliança com o terror possam agir mais contundentemente.

Estatuto inocula racismo na legislação

A ideologia racialista desembarcou em Brasília ainda na Era FH, mas foi por meio do PT e de Lula que o chamado “movimento negro” teve acesso efetivo ao poder. Uma série de organizações inspiradas em realidades muito diferentes da brasileira, como a americana — e com o apoio de abastadas ONGs internacionais, à frente delas a Fundação Ford —, já trabalhava para inocular na sociedade a ideia de divisão do país em “raças” — conceito inexistente para a ciência. Numa sociedade miscigenada, sem perseguições raciais como as ocorridas nos Estados Unidos — até negros foram donos de escravos no Brasil —, esses movimentos nunca conseguiram grande espaço. Editorial O Globo

Lógica do marketing irrita entidades da sociedade civil

"A gente quer que os candidatos se enfrentem e debatam os problemas, para que o cidadão possa julgar. A informação tem que ser a base do voto".

Decisão de candidatos que lideram as pesquisas de não participar dos debates é vista como antidemocrática .Organizações da sociedade civil preocupadas com a melhoria do sistema político e eleitoral do País consideram abominável a decisão de alguns candidatos de não participar de debates em época de campanha. Para eles, essa atitude, determinada quase invariavelmente pela lógica do marketing, contraria o espírito democrático da eleição.

O destempero do ministro da Fazenda

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, mais uma vez partiu para a agressividade para sustentar seus pontos de vista num debate público - e, mais uma vez, mostrou mais vocação para o destempero do que para a argumentação. Ao defender a intervenção do BNDES, tentou desqualificar os críticos dessa política, acusando-os de responsáveis pela hiperinflação e pela crise cambial. "Eles quebrariam o País de novo", disse o ministro numa entrevista ao Estado. Mais que inútil, o esforço foi contraproducente. Ele não conseguiu justificar a transferência de R$ 180 bilhões do Tesouro para o banco nem os subsídios - por ele estimados entre R$ 5,5 bilhões e R$ 6 bilhões - concedidos com dinheiro do contribuinte a empresários escolhidos pelo governo. Editorial da Folha de São Paulo

Brasil é o 3º país com a pior desigualdade, aponta Pnud

O Brasil perde até mesmo para a Venezuela - O Brasil tem o terceiro pior nível de desigualdade de renda do mundo, empatado com o Equador. A constatação é do primeiro relatório sobre desenvolvimento humano para América Latina e Caribe sobre distribuição de renda, elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

Um gargalo subterrâneo no Programa "Minha Casa, Minha Vida"

O péssimo estado do saneamento no país é o mais novo desafio do Minha Casa, Minha Vida - e a má gestão das empresas estaduais do setor é a maior razão da falta de serviços de água e coleta de esgoto.

Executivos de construtoras, que preferem não se identificar, dizem que suas empresas se restringem a tocar projetos para as faixas de renda mais alta do Minha Casa, Minha Vida - de quatro a dez salários mínimos -, porque neles é possível cobrar pela aquisição de terrenos em lugares já servidos por saneamento ou repassar ao cliente o custo das obras de água e esgoto. De acordo com as estatísticas oficiais, menos de metade da população brasileira tem acesso a água tratada e coleta de esgoto. Por essa carência, a cada dia sete crianças brasileiras morrem de diarreia. Leia mais na Revista Exame.

22 de julho de 2010

Há 87 acampamentos e 1,5 mil guerrilheiros das Farc na Venezuela, diz Colômbia

ANTRO!



O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou nesta quinta-feira, 22, o rompimento das relações diplomáticas com a Colômbia, depois do embaixador de Bogotá na OEA acusar Caracas de esconder 1,5 mil guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em seu território – Leia mais no Estadão

Observação
Enquanto o Estadão fala de 3 (três) acampamentos na Venezuela, o El Universal diz que são 87 acampamentos, segundo o embaixador Luis Alfonso Hoyos.

Os malabarismos de Chávez

Quanto mais a corda bambeia, mais o equilibrista Hugo Chávez empilha pratos em suas piruetas no Circo Bolivariano, para desviar a atenção dos venezuelanos das mazelas do dia a dia: banditismo, falta de alimentos, inflação em alta, corrupção e ineficiência numa economia cada vez mais estatizada.

Um de seus atuais alvos é a Igreja Católica, não importa que 90% dos venezuelanos se digam católicos. Em outro malabarismo arriscado sobre o picadeiro, Chávez acusou a Igreja de planejar um golpe de Estado para derrubá-lo. Isto porque o arcebispo de Caracas, cardeal Jorge Uroa, disse que o coronel atropela a Constituição e leva o país pelo caminho do socialismo marxista. Opinião O Globo

Falta de instrução do eleitorado interfere no aperfeiçoamento da classe política

O Brasil possui 27 milhões de eleitores analfabetos ou que sabem ler e escrever, mas nunca frequentaram uma escola. O dado assusta e lança dúvidas a respeito da qualidade do voto que escolhe parlamentares e governantes. Afinal, como esse eleitor toma sua decisão? Quais são suas características e preferências? Para responder essas questões, é importante analisar a falta de instrução dentro de um quadro mais amplo. Normalmente, ela está associada a outros problemas como pobreza e falta de oportunidades. A literatura especializada costuma tratar esse tipo de eleitor como sendo mais vulnerável a propostas clientelistas de compra e venda de votos. Faz sentido. Por Leonardo Barreto

Avidez Sindical

CLIENTES PREFERENCIAIS do Tesouro Nacional, os sindicatos ainda criam métodos para engordar o caixa

NÃO SE poderia imaginar, no entanto, que, além de se abastecer do imposto confiscado do contracheque dos assalariados, as entidades iriam explorar o filão de aposentados, sem os avisar.

A SANHA arrecadatória do sindicalismo rivaliza com a da própria Receita Federal. Opinião O Globo

Por que subsidiar o grande conglomerado?

Tributação elevada que contribui para que empresas se mantenham na informalidade é usada para subsidiar as grandes companhias

Em artigo anterior (Valor 28/05/10), argumentamos com dados que a maior parte do atraso brasileiro em relação aos países mais ricos deve-se à ineficiência geral da economia e à baixa escolaridade da população. Juntos, os dois fatores explicam cerca de 85% da diferença entre a renda per capita do Brasil e a dos EUA; os 15% restantes se devem à insuficiência de capital. Entretanto, mesmo não sendo a insuficiência de capital o principal entrave ao avanço do país, as políticas de promoção do crescimento em vigor teimam em repetir a mesma estratégia adotada nas décadas de 1950 a 1970, priorizando volumosos - e custosos - financiamentos à acumulação de capital. Por Pedro C. Ferreira e Renato Fragelli

Petista: impostos não poderão cair de imediato


A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, admitiu ontem que, num eventual governo, não poderá, de imediato, reduzir a carga tributária tão criticada pela classe produtiva. Em vários momentos da entrevista ao programa "3 a 1", da TV Brasil, Dilma disse que é impossível reduzir a carga tributária por decreto, sem atingir estados e municípios. Repetiu que o sistema tributário brasileiro é caótico e que é preferível, a exemplo de países europeus, melhorar a relação entre impostos arrecadados e aplicação em serviços. Na entrevista, Dilma disse que é a favor da redução da carga, mas não tem como fazer isso sem prejudicar os entes federados.

21 de julho de 2010

Abrace critica mudança no Tratado de Itaipu

"A renovação do tratado, com as alterações nos valores pagos ao país vizinho, não foi negociada com a sociedade brasileira"

Abrace (Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres) divulgou nesta semana uma nota oficial na qual se mostra preocupada com a possibilidade de o Congresso Nacional aprovar a revisão do Tratado de Itaipu. As mudanças negociadas entre os dois países podem fazer com que o valor pago pela energia que o Brasil compra do vizinho triplique, passando dos atuais US$ 120 milhões anuais para US$ 360 milhões.

Falha em ministério da Saúde permite golpe

"Filho" sem pai, nem mãe! Falhas na segurança do sistema de gestão de pessoal do governo federal permitiram que uma quadrilha fraudasse contracheques de cerca de 3,8 mil aposentados e pensionistas do Ministério da Saúde. O golpe desviou aproximadamente R$ 2,2 milhões ao ano por meio de descontos entre R$ 10 e R$ 150 nos vencimentos das vítimas. As investigações apontam para associações com acesso a servidores com senhas do Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (Siape)(1), controlado pelo Ministério do Planejamento. Mas nem o órgão nem a Saúde admitem responsabilidade nas fraudes, num claro jogo de empurra. – Leia mais aqui

Sindicatos faturam milhões com cobrança ilegal de aposentados

ROUBO! Contribuição compulsória: O desconto da mensalidade sindical sobre a aposentadoria, feito diretamente na fonte pela Previdência Social, virou uma mina de ouro para os sindicatos. Só em junho, 11 entidades conveniadas ao INSS embolsaram R$ 21 milhões (o equivalente a R$ 252 milhões por ano). O montante provém de 2,167 milhões de aposentados que, todo mês, têm até 2% do benefício descontados no contracheque. A lei que trata do pagamento da aposentadoria permite a retenção desses valores desde que expressamente autorizada pelo segurado, o que não está sendo cumprido. Continue lendo aqui

Lula doa R$ 25 milhões à Gaza, que acaba de ganhar um luxuoso shopping

Ontem, Lula sancionou o texto que aprova a doação de R$ 25 milhões para a reconstrução da Faixa de Gaza, no território palestino. Será uma demonstração de ‘altruísmo’ por parte do presidente de um país, onde 57% de seus cidadãos ainda defecam em privadas improvisadas, adoecem, morrem, causando um enorme prejuízo ao Brasil?

Enquanto isto, a “empobrecida” Gaza, submetida ao “feroz” bloqueio israelense, e que, segundo os terroristas do Hamas, carece de material para reconstruir as casas destruídas na última guerra, acaba de ser contemplada com uma belíssima piscina olímpica e um novo e luxuoso centro comercial - um edifício de grande porte: o Gaza shopping.

20 de julho de 2010

Brasil Eficiente lança proposta de reforma tributária

Movimento Brasil Eficiente defende redução de impostos

Com a participação dos economistas Paulo Rabello de Castro e Raul Velloso, do tributarista e jurista Ives Gandra e do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), foi lançado hoje, na Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Movimento Brasil Eficiente. A iniciativa reforça as necessidades de uma reforma tributária no País e propõe a criação do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), que substituiria o Imposto Sobre Circulação de Mercadoria e Prestação de Serviços (ICMS) e o Imposto Sobre Serviços (ISS).

Firmes na “merde”: estudo mostra que 57% dos brasileiros não têm esgoto

De acordo com o estudo da FGV, cerca de 57% dos brasileiros não possuem acesso à coleta de esgoto e 19% da população não tem água tratada. O estudo mostrou que em 2009, dos 462 mil pacientes internados por infecções gastrintestinais, 2.101 morreram no hospital. Cada internação custou, em média, R$ 350, ou seja, R$ 745 milhões ao longo dos anos. 217 mil trabalhadores precisaram se afastar de suas atividades, no ano passado, devido a problemas ligados à falta de saneamento. A cada afastamento foram perdidas 17 horas de trabalho, em média. Os custos chegaram a R$ 238 milhões, por ano, em horas pagas e não trabalhadas. Fontes: JBonline e esta outra, aqui, onde o jornalista tentou “dourar a pílula".

Acidente da BP deixa pré-sal ‘no limbo’, diz Financial Times

“Realismo substitui euforia”


O acidente da BP (antiga British Petroleum) no Golfo do México, Estados Unidos, tende a deixar “no limbo” a exploração do petróleo na camada pré-sal do Brasil, afirma o jornal britânico Financial Times, na reportagem “Realismo sobre riscos substitui euforia na incipiente indústria de águas profundas do Brasil”. A Agência Nacional do Petróleo deve levar um ano para fazer alterações em regras de seguranças. “O problema é que isso deixa a indústria no limbo nesse meio tempo”, afirma o diário.Já existe um exemplo concreto do impacto da catástrofe no mercado brasileiro De Sílvio Guedes Crespo – Continue lendo aqui

Petição impulsiona campanha anti-Irã


"HELP Sakineh Mohammadi Ashtiani" - Um abaixo-assinado virtual aberto há cerca de um mês na internet reúne milhares de assinaturas, e deu impulso mundial à campanha pela libertação da iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, condenada à morte por lapidação (apedrejamento). É o que informa Gabriela Manzini, na edição desta terça-feira na Folha. O documento conta com mais de 114 mil assinaturas, a maioria sem valor real. São pessoas identificadas apenas pelo primeiro nome e manifestações políticas como: "E agora Lula?"


Lula chamou vice-procuradora, Sandra Cureau, de “funcionariazinha”

Mistério (desfeito)
» Como nada no mundo pode ser escondido por todo o tempo, sabe-se a quem o presidente Lula da Silva se referiu como “funcionariazinha” que procura meter a colher nas pretensões do presidente da República. Trata-se da competente vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau. Com a autoridade de suas funções, ela investiga o uso da máquina administrativa em favor da candidata Dilma Rousseff, cuja candidatura é obra e arte de Lula da Silva. Do Blog do Ari CunhaCorreio Braziliense

Leia também: "É LAMENTÁVEL TENTAR INTIMIDAR" - Procurador-geral da República reage à ameaça do PT de processar procuradora. O Globo

Agora a gente já sabe de onde vem a empáfia da candidata governista quando ela se dirige aos jornalistas, como: "minha filha"!..."meu filho"!... Almas autoritárias, arrogantes, que não admitem contestação! FDS

Intimidade de Hugo Chávez

O Brasil é citado em discurso candente de Hugo Chávez, ditador da Venezuela. Ao falar do presidente Lula e da candidata Dilma Rousseff, se desfaz em elogios ao Brasil. Faça com emoção da liberdade para o mundo. Elogia, além de Lula, Fidel Castro e reproduz palavras do ditador cubano. Quando começa a peroração sobre Dilma Rousseff, lembra o passado e elogia a candidata. Cita o sequestro do embaixador americano. Trata Dilma com palavras de carinho. Manifesta a certeza da eleição de Dilma no Brasil: “Votarei em Dilma”.

Em defesa da civilidade

A sociedade brasileira carece de homogeneidade e corre o perigo de se aproximar do estágio de anomia, enfermidade social caracterizada pela falta de normas de conduta reconhecidas pela população e regularmente aplicadas pelo Estado. É o que se constata ante a proliferação de casos envolvendo pessoas de diversos extratos, pobres e ricas, no cometimento de crimes aberrantes, bárbaros, extremamente cruéis, mas, sobretudo, no comportamento antissocial que pode ser observado em todos os lugares. Os passeios apodrecidos pela urina e por fezes, o som elevadíssimo nos veículos, nas residências, em todo lugar, as conversas intermináveis pelo celular, em voz alta, em locais públicos, a exaltação da vulgaridade, as celebridades vazias ou nocivas. Por Lázaro Guimarães

Contrabando eleitoral dentro do trem-bala

Lula não se conforma. Por que um sujeito que completa oito anos de governo com 80% de aprovação popular tem de ir para casa? Se tivesse a desinibição de Hugo Chávez, ele não iria embora. Encabulado, o presidente brasileiro não adotou a democracia de cativeiro do colega – embora tenha chegado a afirmar que um dia o Brasil será tão democrático quanto a Venezuela. Resultado: Lula resolveu fazer com a eleição de 2010 tudo o que não fez com a Constituição, menos beijo na boca. Depois de zombar alegremente das leis, ridicularizando em público as sucessivas multas recebidas por promover indevidamente sua candidata, o presidente partiu para o esculacho supremo. Por Guilherme Fiuza

Farc - Grupo surgiu em 1964 para lutar por regime leninista

Mais antiga guerrilha esquerdista em atividade na América Latina, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) foram fundadas em 1964, como o braço armado do Partido Comunista Colombiano. No mesmo ano, iniciou sua campanha contra o Estado, com o objetivo de instalar no país um regime marxista-leninista. Em 46 anos, estima-se em mais de 200 mil os mortos do conflito - que envolveu, ao longo do período, outras guerrilhas, grupos paramilitares e milícias a soldo dos poderosos cartéis de narcotráfico colombianos. Por Roberto Lameirinha

19 de julho de 2010

Finanças federais: a volta às trevas

Com razão, muitos analistas têm mostrado que o governo esconde subsídios generosos a empresas, concedidos mediante o suprimento de vultosos recursos ao BNDES (207 bilhões de reais até agora). Além disso, oculta o crescimento da dívida pública. As estatísticas oficiais dão a impressão de que a dívida não se altera com esse suprimento. Divulga-se a divida líquida (a bruta menos o suprimento). Por Maílson da Nóbrega

Alejando Peña escreve do cárcere: "minha prisão contribui ainda mais para a libertação da Venezuela"

Alejandro Peña Esclusa, um dos líderes da oposição ao presidente Hugo Chávez, foi detido na segunda-feira sob a (falsa) acusação de ocultação de explosivos e formação de quadrilha, disse hoje que sua prisão contribui ainda mais "para a libertação da Venezuela das garras do Castro-Comunismo". "Se com o cárcere meus adversários pensavam que me manteriam prisioneiro, eles conseguiram o contrário: liberaram sentimentos e emoções indescritíveis, aqueles que incham o coração com amor à pátria”, escreveu Peña em carta enviada à opinião pública.

Transferir ou criar riqueza?

“Cem milhões de brasileiros vivem com o dinheiro público”, estampou O GLOBO em sua primeira página da edição deste domingo. A matéria é de Gilberto Scofield Jr., com base em estudo de Raul Velloso, veterano especialista em nossas contas públicas. Metade da população do país depende hoje de recursos repassados pelo governo federal. São servidores públicos, pensionistas e pessoas beneficiadas por programas sociais, transformando o orçamento federal em uma grande folha de pagamentos”, prossegue a reportagem. Editorial O Globo

Deficit de estatais põe meta fiscal em risco

FIASCO! Empresas federais deveriam obter sobra de caixa de R$ 7 bi em 2010, mas conta está no vermelho em R$ 1,7 bi até maio. Alta no investimento sem a contrapartida de receitas maiores afeta resultados; neste ano, meta depende de Itaipu. As empresas estatais federais, que já tiveram um papel importante no programa de ajuste fiscal iniciado no final da década passada, hoje acumulam deficit que põem em risco o cronograma de redução da dívida pública.

Filme de Lula tem exibição cancelada nos EUA, por seu vínculo com Irã

Acordo nuclear entre Brasil e o presidente Mahmoud Ahmadinejad causou o cancelamento, diz produtora. Biografia, que estrearia em salas americanas no ano que vem, está agora sem nenhuma previsão de distribuição nos EUA. O filme "Lula, o Filho do Brasil" corre o risco de ficar de fora do circuito de salas de cinema nos Estados Unidos.

18 de julho de 2010

Sátrapas à meia-noite

Cinco aparições na televisão em uma semana para tentar mostrar ao mundo que ele continua no comando

No zapping brumoso da meia-noite, um apergaminhado Fidel Castro comparece no Cubavisión com uma guayabera (camisa típica) de quadros cinzas ante uma platéia de embaixadores e 'bolas', alguns deles adornados com agasalhos desportivos, para soltar-lhes uma algaravia plúmbea sobre a guerra nuclear que segundo ele se aproxima em data peremptória. Nos anos de reclusão hospitalar não parece ter perdido somente alguns metros de intestino; também desapareceu seu vibrante tom combativo e sua capacidade analítica. Por Ignacio Camacho

100 milhões vivem com dinheiro público

Metade da população vive de recursos do governo obtidos com arrecadação de impostos. Especialistas admitem que políticas públicas podem influenciar o voto.

“Esforço do governo federal para tirar da pobreza absoluta 12,8 milhões de pessoas nos últimos anos - resultado, principalmente, de políticas de aumentos reais do salário mínimo e do funcionalismo, bem como da ampliação do Bolsa Família - transformou o orçamento federal numa grande folha de pagamento, segundo cálculos do economista especializado em contas públicas Raul Velloso”. O Globo

Economist: ajuda do Brasil ao exterior chega a US$ 4 bi por ano

Uma reportagem veiculada pela revista britânica Economist calcula que os recursos gastos pelo Brasil em ajuda humanitária e desenvolvimento no exterior podem chegar a US$ 4 bilhões por ano, e questiona a rapidez com que o país tem elevado sua ajuda no exterior, apontando que a estrutura burocrática do Estado brasileiro dedicada a encaminhar esta ajuda está sobrecarregada e lembrando que o próprio Brasil ainda precisa combater bolsões de pobreza dentro de seu próprio território. A Economist vê o que chama de "ambivalência" nos programas de ajuda do Brasil. Continue lendo aqui

O imposto só aumenta: R$ 1.964 por brasileiro em seis meses

O governo arrancou exatos R$ 1.964 do bolso de cada um dos 193,2 milhões de brasileiros, mesmo dos recém-nascidos, nos primeiros seis meses do ano. Mais uma vez, o valor é recorde. A arrecadação federal chegou ao volume inédito de R$ 379,491 bilhões no semestre, 12,48% superior ao mesmo período do ano passado. O montante engloba os tributos cobrados diretamente dos trabalhadores, como o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), e os indiretos, embutidos nos preços dos serviços e produtos comprados pelos consumidores. Continue lendo aqui

Internet cara e de má qualidade

Brasileiro gasta 4,58% da renda mensal no serviço de banda larga. Além de lidar com problemas frequentes de baixa velocidade e instabilidade nas conexões, o brasileiro que navega na internet tem que encarar preços altos para ter acesso a serviços de banda larga de má qualidade. Essa é a constatação de uma pesquisa realizada Idec. A maioria das empresas só se compromete a entregar 10% da conexão. Além de ser abusiva, essa é uma cláusula que fere qualquer princípio de boa-fé e transparência. O estudo do Idec demonstrou também que o valor pago é bastante elevado quando comparado ao de outras nações. Para se ter uma ideia, os impostos cobrados pelo governo aumentam, em média, 42% o valor cobrado pelo serviço. Ou seja, para cada R$ 100 pagos por uma conta de internet, o usuário tem que pagar mais R$ 42 em tributos. Continue lendo aqui

17 de julho de 2010

Cuidado com os bueiros da Light; eles explodem e podem matar!

Cadê a Aneel? - Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro instaurou uma investigação para apurar se a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) tem fiscalizado os serviços da concessionária de energia elétrica Light. A apuração foi motivada pela TERCEIRA explosão de um bueiro nas galerias subterrâneas da concessionária em 16 dias. Leia mais aqui

Coréia do Norte: amputações e cirurgias sem anestesia e à luz de velas

BBC: Um relatório da Anistia Internacional pôs em evidência que o sistema de saúde na Coreia do Norte é incapaz de satisfazer as mais básicas necessidades da população . São péssimas as condições de saúde no país comunista.



Com base em 40 entrevistas com desertores e profissionais de saúde que trabalham com norte-coreanos, a organização de direitos humanos denuncia que os hospitais carecem de condições básicas para funcionar.

Atentai, acionistas da Petrobras

Estatal vai ter uma dívida maior do que 33% de seu patrimônio. As ações da Petrobras desvalorizam 24% desde janeiro - Desempenho pior no setor, só da British Petroleum. As ações caíram 30% por causa do desastre ambiental no Golfo do México.

Afronta à democracia

As frequentes violações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a preceito da legislação eleitoral constituem exemplo de afronta às instituições políticas e ao regime democrático. Não seriam toleráveis ainda que ele as praticasse por ignorância, hipótese descartada pela atuação pedagógica do assessoramento jurídico. Mas se, apesar de tudo, verdadeira fosse a falta de conhecimento da regra legal, não poderia o inquilino do Palácio do Planalto merecer a indulgência da sociedade.

Laço Brasil-Irã recebe críticas em ato antiterror

Em aniversário de ataque contra a Amia, líder de associação de parentes das vítimas diz na Argentina que Teerã se arma com a anuência de Brasília

A cerimônia de homenagem aos 85 mortos no atentado contra a Associação Mutual Israelita Argentina (Amia) transformou-se ontem em uma tribuna de críticas ao Irã. Segundo a Justiça argentina, iranianos teriam sido os mentores do ataque terrorista que em 18 de julho 1994 arrasou a entidade beneficente judaica no centro de Buenos Aires. O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva também foi criticado por sua política de aproximação com o Irã.

Ruas fechadas, caos no trânsito e militantes pagos

Aliada à chuva, a mobilização em torno do comício da chapa da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, provocou transtornos ontem no fim de tarde, no Centro do Rio. Cabos eleitorais dos partidos da coligação que apoia a reeleição do governador Sérgio Cabral (PMDB) começaram a ocupar a Candelária no início da tarde. Às 16h30m, a Guarda Municipal fechou a Avenida Rio Branco, impedindo a passagem de carros. A partir daí, centenas de pessoas com bandeiras e cartazes seguiram para lá. E o trânsito em volta virou um caos.

Claque de Picciani recebe R$300 por semana

15 de julho de 2010

A pesquisa do Ibope e o Imposto Único

Segundo pesquisa do IBOPE, em parceria com a Câmara Americana de Comércio (Amcham), a carga tributária é o item que mais prejudica os negócios das empresas no Brasil. Para expressiva maioria dos 211 diretores entrevistados, o peso dos impostos "afeta muito negativamente" a atividade empresarial. Na sequência os quesitos apontados como entraves à produção foram a estrutura jurídica relacionada aos tributos e o modo como eles são arrecadados e também a gestão dos recursos públicos.

Brasil faz doação humanitária para escolas do Iraque

O Governo destinou US$ 500 mil para programas da ONU. O dinheiro será usado na reforma e construção de escolas e na melhoria da alimentação escolar no país árabe.

Enquanto isto, o portal do Nordeste (SNN) trás a seguinte notícia, hoje, quinta-feira (15): “situação de caos em escolas públicas da Paraíba”: MPPB detecta prédios infestados de cupins; unidades sem ventiladores, cozinhas sem gás; alunos recebendo apenas uma concha de sopa como merenda. E por aí vai. Mas eu te convido a fazer um teste:

Brasil perderá R$ 5,5 bi se mudar acordo sobre Itaipu

Mudança prevê elevar valor pago ao Paraguai pela cessão de energia. Remuneração pela energia excedente irá de US$ 120 mi para US$ 360 mi ao ano se Congresso der seu aval. O valor é superior ao total de projetos de saneamento básico contratados nas regiões Norte e Nordeste, de acordo com o 8º Balanço do PAC (R$ 4 bilhões).

Existe uma cultura autoritária no governo

Parece incoerência o país completar 25 anos ininterruptos na democracia, o mais longo ciclo sem curto-circuitos institucionais da história da nossa República, e alguns setores da sociedade enfrentarem problemas de restrição à liberdade de expressão. E surpreende que sejam dificuldades já inexistentes na fase final do regime militar, antes mesmo de 1985, quando se despediu do Planalto o último general, João Baptista Figueiredo. Editorial O Globo

Receita Federal ganha feições de portão da casa da mãe Joana

A Receita Federal ganhou ontem a incômoda aparência de portão de acesso à casa da mãe Joana. Uma mãe simpática à presidenciável Dilma Rousseff (PT). Embora ostente o apelido de "contribuinte", o brasileiro que aufere rendas mantém com o fisco relação forçada. Manda a lei que o cidadão deve fornecer todos os dados -de informações pessoais a rendimentos- e submeter-se à coleta de impostos. Determina também a legislação que, além de recolher os tributos, cabe à Receita proteger as informações que lhe chegam à força. Por Josias de Souza

14 de julho de 2010

Venezuelanos em Miami emitem alerta sobre a detenção de Alejandro Peña

Vários grupos venezuelanos nos EUA rejeitaram hoje a detenção de Alejandro Pena, um dos líderes da oposição na Venezuela, preso em Caracas por supostas ligações com um salvadorenho acusado de terrorismo em Cuba.



A prisão, de acordo com as organizações, baseia-se em motivações políticas e no que "parece ser uma onda repressiva" contra a dissidência antes das eleições legislativas, previstas para 26 de Setembro.

Brasil é o 3º pior país do mundo no ranking de qualidade de morte

Em dois países comunistas morre-se melhor que no Brasil

Entre 40 países, o Brasil é 38° em ranking de qualidade de morte. Os cuidados paliativos oferecidos no País ainda estão longe do ideal. Estamos pior que a China (37ª) e Rússia (35ª).

Ativista da liberdade é preso na Venezuela sob falsa acusação

O repúdio cresce

The New American: “Defensor de longa data da liberdade o ex-candidato presidencial venezuelano e presidente da Unoamérica, Alejandro Peña Esclusa, foi preso em 12 de julho pelo regime de Chávez sob falsas acusações de possuir explosivos, forjados em sua casa, segundo diversas fontes da América Latina. Sua detenção soma-se à crescente lista de prisioneiros políticos detidos na Venezuela, incluindo jornalistas, políticos da oposição, e juízes que não se curvam ao regime.

Maracutaia, a “bola” de 2014 no Brasil

A Jabulani, é uma bola que faz desvios, o Brasil tambem é, o Brasil é uma Jabulani continental, é o país que adora fazer desvios. A oportunidade é pra já. Para que utilizar o Morumbi que já está pronto ? Não dá para desviar, o Morumbi é particular e administrado por gente que não rouba, o negócio é fazer um estádio novo. Para que utilizar a Arena Palestra Itália que estará pronta daqui a dois anos? Não dá porque a Arena será construída com dinheiro privado, tambem não dá para desviar. Para que reformar o Pacembú? Mesmo sendo do poder publico não daria para desviar tanto, afinal de contas construir um estádio novo dá para desviar mais do que reformar um velho. O Brasil é uma Jabulani, só que desvia muito mais que essa bola. A Adidas provavelmente promoverá um concurso para substituir a Jabulani, porque não “Maracutaia”, um nome que todo brasileiro entende, Maracutaia é “bola”, Maracutaia é “desvio”, Maracutaia é “drible”. Maracutaia é o Brasil 2014. Está aberto o concurso, opine e mande sua sugestão. Por Décio Clemente – Propaganda e Marketing

Governo Lula já deu US$ 8 Bilhões ao Paraguai

Desde a posse, em 2003, o presidente Lula ordenou a transferência de dinheiro e o pagamento de obras e programas no total superior a US$ 3 bilhões para o Paraguai, a título de "ajuda", além de mais de US$ 5 bilhões em "dividendos" de Itaipu Binacional, muito embora aquele país não tenha investido um só centavo na empresa. A revelação é de um dos maiores especialistas no assunto, o senador Edison Lobão (PMDB-MA), ex-ministro de Minas e Energia de Lula até há algumas semanas.

Bloomberg: Desempenho da Petrobras é o segundo pior do mundo

A Petrobras teve o segundo pior desempenho no mundo neste ano entre as companhias de petróleo, atrás apenas da BP, por conta do receio de que o governo vai forçar a empresa a pagar mais do que os investidores esperavam originalmente pelas reservas de petróleo do pré-sal.A estatal caiu 27% no primeiro semestre, seu pior início de ano desde 1995. Isso se compara a uma queda de 47% da BP, que enfrenta dezenas de bilhões de dólares em prejuízos por causa do desastre que levou ao maior derramamento de óleo na história americana.

O papel das estatais no projeto de Lula

A história ensina que Estado forte não é Estado grávido de estatais. Mas Lula criou, em oito anos de governo, 11 estatais. E vem aí mais uma, antes da eleição: a Segurobrás. O maior projeto de Lula e do grupo que o acompanha no poder é instalar no Brasil uma espécie de "capitalismo" de Estado, com o governo e suas estatais ou para-estatais dando as cartas e as direções. Essa história de "Estado indutor" tão presente no discurso de Dilma Rousseff é a senha. Nada secreta. Para o lado mais duro, digamos assim, do PT, é uma questão ideológica, de princípios.

13 de julho de 2010

Solapar a vitalidade humana e embalar a indolência: uma experiência socialista

Um professor de economia na universidade Texas Tech disse que ele nunca reprovou um só aluno antes, mas tinha, uma vez, reprovado uma classe inteira.

Esta classe em particular tinha insistido que o socialismo realmente funcionava: ninguém seria pobre e ninguém seria rico, tudo seria igualitário e 'justo'. O professor então disse, "Ok, vamos fazer um experimento socialista nesta classe. Ao invés de dinheiro, usaremos suas notas nas provas”. Todas as notas seriam concedidas com base na média da classe, e, portanto seriam 'justas'.

Cambalacho!

É verdade que vidas estão sendo salvas e isso é importante, mas não parece sensato recompensar o assassino por ele matar um pouquinho menos.

Para muitos políticos europeus encontrar uma razão para levantar as sanções contra o regime de Cuba é uma necessidade absoluta.Alguns porque querem salvaguardar a legitimidade do princípio revolucionário, outros porque consideram, como muitos líderes latinoamericanos, que é uma hipocrisia castigar Cuba enquanto tratam de melhorar as relações com outros regimes, como o chinês, que é tão cruel como o castrista. Por Florentino Portero